“Reduz perdas e ineficiências que se arrastam por muitos anos”

0
104

Presidente do BNDES, Joaquim Levy explica um dos benefícios das privatizações

Maia deve ser mais longevo presidente da Câmara

Rodrigo Maia (DEM-RJ) segue favorito para a reeleição na Presidência da Câmara e deve se tornar o deputado no cargo por mais tempo, de forma ininterrupta, desde a redemocratização. Deputados não podem comandar a Câmara por mais de dois anos numa mesma legislatura, mas Maia assumiu em julho de 2016, após a cassação de Eduardo Cunha e foi eleito em 2017 para mais dois anos. A eleição de 2019conta como outra legislatura e Maia pode continuar no cargo até 2021.

É isso

Cada mandato de deputados é considerado uma legislatura e, por isso, Maia pode se reeleger presidente. Em fevereiro começa outro mandato.

Fora da normalidade

A menos que outro acontecimento de força maior, como a cassação de Cunha, ocorra novamente, Maia não poderá ser ultrapassado no futuro.

Quem fica para trás

Apenas dois deputados tiveram quatro anos na presidência da Câmara: Ulysses Guimarães (85 a 89) e Michel Temer (97 a 2001).

Quadro geral

Temer foi presidente entre fevereiro de 2009 e dezembro de 2010 e é recordista da Nova República. Ulysses presidiu a Câmara de ’56 a ’58.

Maioria é contra adiantar aposentadoria no STF

Levantamento do Paraná Pesquisa mostra que 53,1% é contra reduzir a idade de aposentadoria de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de 75 para 70 anos. Em meados de 2015 o Congresso fez o contrário: aprovou a Proposta de Emenda Constitucional nº 88/15 eadiou a idade da aposentadoria compulsória de ministros de tribunais superiores de 70 para 75 anos. A redução é defendida por muitos deputados do PSL.

Têm mais de 70 anos

Sem a PEC, os ministros Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Marco Aurélio Mello e Rosa Weber seriam aposentados compulsoriamente.

A favor da redução

Para 42,2% dos pesquisados, ministros de tribunais superiores devem voltar a ter aposentadoria aos 70 anos, e não mais aos 75 anos.

Entrevistados

O Paraná Pesquisa ouviu 2.006brasileiros de 16 anos ou mais em 148 municípios dos 26 Estados e DF, entre 12 e 15 de dezembro de 2018.

Se houver união…

Após a adesão do PR a DEM, PSD, PPS, PRB, PROS, PSDB e PSL são 8 os partidos que apoiam Rodrigo Maia (DEM-RJ) para presidente da Câmara. Juntos somam 223 deputados, incluindo o DEM de Maia, mas não há orientação de bancada e parlamentares têm voto secreto.

PT volátil

Presidente do PT, Gleisi Hoffmann “garante” que não apoia Rodrigo Maia na Câmara.Mas após encontrar o governador Wellington Dias (PT-PI), e 8 de 10 deputados federais do estado, Maia se diz otimista.

Memória curta

Em janeiro de 2017, o diretório nacional do PT (com a presença de Lula) aprovou por 45 votos a 30, resolução que permitia os filiados a negociar apoio para Rodrigo Maia (DEM-RJ) na eleição da Câmara e Eunício de Oliveira (PMDB-CE), no Senado. Isso tudo após o tal “golpe” em Dilma.

Cabeças cortadas

Nem mesmo a cabeça de aliados foi poupada da degola, no Planalto. A Secretaria de Governo demitiu Bruna Fraga, filha do ex-deputado Alberto Fraga (DEM), aliado de primeira hora do presidente Bolsonaro.

Sarney vai reclamar

Aliado do ex-presidente José Sarney, o ex-senador Francisco Escórcio também está na lista de dispensas do Palácio do Planalto. Sua demissão deverá ser publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (9).

Romance sobre repressão

Ganhadora do Prêmio Jabuti de livro-reportagem, com “Operação Araguaia”, a jornalista Taís Morais lançará em fevereiro seu primeiro romance. O cenário histórico é a ditadura, com personagens fictícios.

TV bilíngue

Foco do noticiário após discurso da primeira-dama, Michele Bolsonaro, a integração de deficientes auditivos é objetivo da TV INES, na internet, há cinco anos, com a programação exibida em Libras e com legendas.

Tanque na reserva

A falta de gasolina de aviação (avgas) virou motivo de preocupação em lavouras importantes como soja e arroz. Segundo sindicato da aviação agrícola, no RS, a maioria dos aviões só têm combustível até domingo.

Pensando bem…

… posse de arma para “cidadão de bem” só vai virar lei porque não revogaram a posse daqueles“cidadãos de mal”.

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos                                                                                                    www.diariodopoder.com.br