Mediação do Ministério Público evita greve de professores municipais em Guanhães

0
85

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa da Educação de Guanhães, no Vale do Rio Doce, realizou mediação que evitou a realização de uma greve dos professores municipais, o que prejudicaria a conclusão do ano letivo.

A iniciativa do MPMG teve a participação da prefeita, das secretárias municipais de Educação e de Administração, do procurador-geral do município, de representantes do Poder Legislativo e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), da presidente e do advogado do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e de representantes dos docentes.

Segundo o promotor de Justiça Luciano Sotero Santiago, a mediação foi bastante exitosa, por permitir a solução de um problema social grave, que poderia prejudicar milhares de alunos, a partir de um diálogo transparente em que as divergências foram superadas. “Chegou-se a um consenso para lidar com o quadro dramático de dificuldades para o pagamento de subsídios dos professores em razão de atrasos do repasse das verbas do Fundeb pelo Estado de Minas Gerais para o município de Guanhães”, explicou o promotor.

Como o pagamento dos professores municipais ainda não foi regularizado, a Promotoria de Justiça está monitorando e acompanhando a situação, mantendo um contato permanente com as partes envolvidas, para buscar soluções.